top of page
Buscar
  • Foto do escritorSilvio Carneiro

Feira de livros é vitrine para literatura afroamapaense


Ontem, em um marco histórico para a cultura do estado do Amapá, o Instituto Municipal de Política de Promoção de Igualdade Racial (Improir), em parceria com a Prefeitura de Macapá, realizou a primeira edição da Feira de Literatura Afro-Amapaense. O evento ocorreu na Praça Santuário Nossa Senhora de Fátima, no bairro Santa Rita.


A feira teve como principal objetivo dar visibilidade às obras de escritores afrodescendentes do Amapá, promovendo assim a valorização da arte literária local com um recorte histórico da literatura afro-brasileira. Ao todo, 21 autores tiveram a oportunidade de expor e vender suas obras, proporcionando ao público uma imersão na rica produção literária do estado.


Além das obras literárias, o evento contou com uma variedade de apresentações culturais, rodas de conversas e exposições de artesanato afro, criando um ambiente vibrante e inclusivo para celebrar a diversidade cultural do Amapá.



"A Feira é um ponto de encontro. Aqui os escritores negros estão se encontrando, mostrando sua produção, seu potencial e, a partir daqui, a gente pretende desenvolver projetos futuros. A literatura negra hoje, no estado do Amapá, começa a ganhar um novo corpo. Porque a literatura negra é uma literatura pedagógica, educativa e cultural" afirmou o escritor Ivaldo Sousa, um dos expositores na Feira.


A iniciativa da Prefeitura de Macapá e do Improir reflete um esforço contínuo para promover a igualdade racial e a inclusão cultural, oferecendo uma plataforma significativa para que vozes muitas vezes marginalizadas possam ser ouvidas e apreciadas.


O evento foi uma celebração vibrante da cultura afro-amapaense, e todos os visitantes que participaram ajudaram a tornar esse momento inesquecível. A Feira de Literatura Afro-Amapaense representa um passo importante para a construção de uma sociedade mais inclusiva e consciente da riqueza cultural que a diversidade traz.


Para quem prestigiou e apoiou os autores locais, a programação de ontem foi imperdível. Foi uma oportunidade única de mergulhar na literatura afro-amapaense, conhecer talentos locais e celebrar a cultura do Amapá em uma atmosfera de aprendizado, troca e reconhecimento mútuo.




28 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page