top of page
Buscar
  • Foto do escritorSilvio Carneiro

Evento literário celebra os 70 anos de Fernando Canto


Na noite de ontem, o clube de leitura Café com Letras, em parceria com os poetas Bruno Muniz e Tiago Quingosta, realizou um encontro extraordinário em comemoração aos setenta anos de Fernando Canto, presidente da Academia Amapaense de Letras. O encontro, realizado no SEBRAE/AP, reuniu leitores, escritores, representantes do setor literário, a comunidade artística e a população em geral para homenagear um dos maiores ícones da cultura amapaense.


Fernando Pimentel Canto, nascido em Óbidos, Pará, em 29 de maio de 1954, é um multifacetado sociólogo, professor doutor, poeta, cronista, contista e músico. Ao longo de sua vida, dedicou-se incansavelmente à valorização e divulgação da arte e cultura amapaenses, especialmente através de seus estudos e entusiasmo pela tradição do Marabaixo. Retratista fiel da realidade ribeirinha e propagador da identidade amazônica, Fernando Canto é uma figura indispensável na construção do patrimônio cultural do Amapá.


O evento teve como tema central o livro "Mama Guga", uma das obras mais emblemáticas do autor, proporcionando aos presentes uma imersão no universo literário e cultural de Fernando Canto. No entanto, a homenagem se estendeu a todo o conjunto de sua obra, destacando sua inestimável contribuição para a literatura e cultura regional.


A programação começou com a abertura por Soraia Brito, seguida pelas boas-vindas e uma apresentação musical de Osmar Júnior e Zé Miguel. Em seguida, Soraia Brito conduziu a apresentação do autor e sua obra, iniciando uma conversa rica sobre "Mama Guga". No decorrer da noite, os poetas Pat Andrade, Mathias de Alencar, Márcio Paixão Ana Anspach, Elcilene Cativo e Pedro Stkls, leram contos de Fernando.


Os depoimentos de amigos próximos, como Jorge Herberth, Elton Tavares, Paulo Tarso e o senador Randolfe Rodrigues, presidente do Conselho Editorial do Senado Federal, entre outros deram um toque pessoal e íntimo à celebração.


A noite culminou com a entrega de uma placa honrosa a Fernando Canto pelos membros do Café com Letras, um reconhecimento formal e solene à sua trajetória e às suas contribuições culturais.




Este encontro literário não foi apenas uma homenagem a Fernando Canto, mas também um testemunho da rica tapeçaria cultural do Amapá, tecida por aqueles que, como ele, dedicam suas vidas à arte e à identidade de sua terra. O evento se destacou como um marco na celebração da cultura amapaense, unindo corações e mentes em torno do legado de um verdadeiro mestre.


A noite de celebração serviu para reafirmar a importância de Fernando Canto na cultura local, reforçando seu papel como uma figura essencial na promoção e preservação das tradições e da identidade amazônica. Para todos os presentes, foi uma oportunidade única de vivenciar a riqueza cultural do Amapá em sua mais pura essência.




55 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page